Idioma:
situações em que a Cirurgia Bucomaxilofacial é necessária
5 situações em que a Cirurgia Bucomaxilofacial é necessária

A odontologia moderna apresenta muitas áreas cirúrgicas relevantes para o tratamento de doenças, anormalidades e traumas. A cirurgia bucomaxilofacial é uma dessas áreas que lida com os problemas na cavidade bucal, maxilar e facial do crânio.

A cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial (nome mais correto) se trata de uma especialidade odontológica utilizada de duas formas: para propósitos estéticos e para lidar com problemas que afetam a saúde do paciente.

Mas quando procurar um bucomaxilo é necessário? Prossiga com a leitura do artigo e veja as situações onde essa cirurgia é importante!

O que é a cirurgia bucomaxilofacial?

A cirurgia bucomaxilofacial, corretamente denominada de cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial, se trata de uma especialidade odontológica. Ela lida com problemas da cavidade oral e anexos, como:

  • Traumatismo;
  • Deformidade facial (congênita ou adquirida), o que envolve sequelas de doenças, distúrbios de desenvolvimento ou alterações de desenvolvimento;
  • Tumores ou cistos nos maxilares.

Ela se trata de uma cirurgia de âmbito ambulatorial e hospitalar. No ambulatório ou consultório, são realizadas cirurgias menores, como dentes inclusos, cistos, lesões periapicais, implantes dentários, adaptações protéticas, etc.

No ambiente hospitalar, o cirurgião bucomaxilofacial lida com grandes tumores, fraturas faciais, cirurgias ortognáticas, entre outras.

O que é feito na cirurgia bucomaxilofacial?

O cirurgião bucomaxilofacial realiza uma série de procedimentos para correção de deformidades e males que atingem:

  • O interior da boca;
  • Queixo;
  • Pescoço;
  • Estruturas ósseas (anteriores às orelhas e entre as sobrancelhas).

Ele também ajuda na remoção de cistos e tumores consequentes de doenças na região e auxilia na correção dos traumatismos, ferimentos e fraturas na face.

5 situações em que a cirurgia bucomaxilofacial é necessária

“A cirurgia bucomaxilofacial é recomendada tanto para melhorar a qualidade de vida, quanto para melhora a qualidade estética.”

Quando procurar um bucomaxilo? O indicado é quando começar a apresentar alterações fisiológicas que prejudicam a qualidade de vida. Outros pacientes buscam o procedimento para uma melhora estética.

Dessa forma, em quais situações a cirurgia bucomaxilofacial pode ser conduzida? Veja agora quando procurar um bucomaxilo!

Quando apresenta uma disfunção da ATM

A articulação temporomandibular se trata de uma articulação que une a mandíbula ao maxilar e que está envolvida nas principais ações da boca: bocejo, mastigação, deglutinação, fala, etc.

Quando essas ações são prejudicadas (e surgem outros sintomas da DTM), costuma-se dizer que há uma disfunção da ATM. A cirurgia bucomaxilofacial é recomendada para a disfunção da ATM quando os procedimentos convencionais não funcionam.

Quando há apneia obstrutiva do sono

A apneia obstrutiva do sono se trata de um transtorno do sono onde a via área é repetidamente bloqueada. Nisso, o paciente começa a roncar alto e a soltar ruídos sufocantes durante a respiração.

Através de uma intervenção bucomaxilofacial, é possível resolver esse problema e melhorar a qualidade de vida da pessoa.

Quando a mandíbula e a arcada dentária estão fora de posição

Através da cirurgia ortognática, uma especialidade da cirurgia bucomaxilofacial, é possível reparar e reposicionar a mandíbula e a arcada dentária. Isso acaba devolvendo as funções plenas delas.

Além disso, é promovida uma melhora estética através da simetria na região, o que embeleza os traços do rosto.

Quando é necessário tratamento para trauma da face

Fraturas faciais e traumas são decorrentes de acidentes que atingem a face, como queda de bicicleta, acidentes de trânsito, agressões físicas, etc. Também é comum na terceira idade, quando há muitas quedas no chão.

A cirurgia bucomaxilofacial é recomendada para o tratamento do trauma de face decorrente de alguma dessas situações.

Contudo, o tratamento do trauma de face varia conforme a gravidade do caso, sendo necessário se informar com um especialista sobre a sua situação.

Quando há patologias e tumores nos maxilares

Grande parte das doenças nos maxilares são relacionadas com a permanência dos dentes inclusos na boca. Dentes inclusos nos ossos maxilares podem levar ao desenvolvimento de lesões tumorais.

Dessa forma, acaba sendo necessária a cirurgia bucomaxilofacial para lidar com os dentes inclusos e a lesão gerada.

Como o paciente fica após a cirurgia bucomaxilofacial?

A recuperação da cirurgia é delicada, mas varia de paciente para paciente e também de acordo com o tipo de cirurgia. Geralmente, há o incômodo pelo inchaço da área intervencionada, dificuldades na deglutição, vômito e obstrução nasal.

Para lidar bem com o pós-operatório, o paciente precisa adotar um mês de dieta líquida e pastosa, com alimentos ricos em vitaminas e carboidratos. Além disso, precisa estar bem hidratado regularmente.

Dessa forma, a cirurgia bucomaxilofacial se desenvolve de maneira tranquila, independente da situação em que ela foi necessária!

2018 © Copyright BAUMER Dental | Todos os direitos reservados

Nós usamos cookies para oferecermos uma melhor experiência de navegação. Ao continuar a navegar em nosso site, você concorda com a utilização de cookies. Mais informações

Formulário de Inscrição* 

* O preenchimento desse formulário não garante 100% de sua inscrição. Entraremos em contato para finalizar a mesma.